03/08/2017

Otite: canina e felina

O assunto de hoje é otite canina e otite felina, um problema muito recorrente na rotina dos veterinários. Pode parecer coisa só de gente, mas a otite também é uma doença veterinária. Antes de sabermos sobre os sintomas da otite, como curar a otite e como tratá-la, vamos entender, antes, o que é otite.

O que é otite?

Otite é um termo utilizado para denominar inflamações e/ou infecções do conduto auditivo (ouvido). Os ouvidos são divididos em 3 partes: externo, médio e interno, sendo as otites externa e média as mais constantes em cães e gatos.

Causas da otite

Os fatores que levam o paciente a desenvolver essa doença são:
Parasitas (sarna, fungos e bactérias);
Excesso de umidade e higiene inadequada;
Somados a esses fatores, ainda existe uma conformação e fisiologia do conduto auditivo que favorecem o aparecimento dos sintomas.

Outro ponto importante: o conduto é todo revestido por pele e, quando um paciente é alérgico, a mesma alergia manifestada no corpo também se manifesta no ouvido, causando a otite. Alguns outros fatores de relevância no quadro de otites são formações (pólipos, tumores, etc.) que se instalam no conduto auditivo, levando a inflamações e irritações que dificilmente cessam com o uso de medicamentos.

Diagnóstico e exames

O diagnóstico é feito através de uma adequada inspeção do conduto, exames citológicos, culturas e em casos mais complicados, são realizados exames como otoscopia, radiografia, tomografia e ressonância magnética.

Os sintomas são:

Coceira excessiva (prurido);
Esfregar o focinho no chão;
Chacoalhar a cabeça constantemente;
Mau cheiro nas orelhas;
Qualquer tipo de secreção;
Cabeça inclinada para algum lado;
Espirros.


Lembrando, ainda, que otites que não se curam por completo, ou seja, elas podem recidivar (voltar) com certa frequência. Por isso um correto diagnostico é extremamente importante.

Tratamento

O tratamento é realizado com os medicamentos para otite adequados e, se necessário, procedimentos cirúrgicos dependendo sempre do diagnóstico do paciente. Para garantir que seu pet tenha o diagnóstico correto e o tratamento adequado, consulte seu veterinário de confiança. Na internet, é possível acharmos tratamento caseiro para otite, uma prática que não é recomendada por profissionais e que deve ser evitada.

Fonte: dicas.petlove.com.br