16 de novembro de 2016

*Para adoção*


Esse lindo chama-se Huguinho, nome dado por um anjo chamado Márcia. 
Márcia começou a cuidar do Huguinho desde setembro e ele recebeu toda atenção e cuidados necessários, pois estava muito debilitado. O veterinário chegou a dizer que ele só sobreviveria por um milagre. E esse milagre aconteceu!
Huguinho está aí saudável, serelepe, feliz e certamente muito agradecido por ter sido salvo e por ter conhecido o verdadeiro Amor. 
É de porte pequeno, dócil, muito carinhoso e convive bem com outros animais. Tem aproximadamente dois anos e atualmente vive numa rua muito movimentada onde vários cachorros morreram atropelados.


Huguinho está à espera de uma família que o acolha e dê todo carinho, amor e proteção que merece. 

Tem um lugarzinho aí na sua casa e no seu coração?

Quem quiser adotá-lo é só deixar seu recado aqui no Blog ou por 
e-mail : respeite.proteja@yahoo.com 

Gif

Resultado de imagem para adote


27 de outubro de 2016

*Dieta caseira para seu cão*

Resultado de imagem para alimentação caseira caes
Antes de dar comida caseira para o seu cão, certifique-se que ele está saudável, pois cães com doenças cardíacas, hepáticas, pancreáticas, renais ou outras doenças crônicas precisam de alimentação específica.

Uma dieta básica para um cão saudável pode ser composta pela combinação dos seguintes itens:
Carnes: carne de vaca, porco, frango, coelho, carneiro, peixe e até carne de rã ou exóticas;

Vísceras: coração, fígado, rins, pulmão (bofe), baço;

Carboidratos: batata- baroa, batata-doce, batata inglesa, inhame, mandioca (aipim), arroz (de preferência integral), macarrão;

Vegetais: agrião, alface, abóbora, abobrinha, beterraba, berinjela, cenoura, chuchu, quiabo, pepino, vagem;

Casca de ovo: a casca de ovo seca e moída atua como fonte de cálcio.
Proporções Entre os Alimentos

Um cálculo fácil é dividir a dieta em três partes iguais desta forma: carnes, carboidratos e vegetais. Do total, acrescente entre 5 a 10% de vísceras. Por exemplo:

300g de carne;
300g de carboidrato;
300g de vegetais;
50 a 90g de vísceras;
1 colher de chá de farinha de casca de ovo

Resultado de imagem para alimentação caseira caes

Qual a Quantidade de Alimento a Oferecer por Dia?

A quantidade de alimento que um cão deve ingerir por dia varia de acordo com sua idade, tamanho e nível de atividade física.

Em média podemos calcular:
Cães muito pequenos (ex: pinscher, chihuahua): 10% do seu peso. Ou seja, um cão com 1kg comerá 100g de alimento por dia.

Cães pequenos e médios (ex: poodle, maltês, cocker spaniel): 6% do seu peso. Ou seja, um cão com 10 kg comerá 600g de alimento por dia.

Cães grandes ou muito grandes (ex: pastor alemão, boxer, rottweiller): 4% do seu peso. Ou seja, um cão com 40kg comerá 1,6 kg de alimento por dia.


Importante! Estas quantidades são diárias! Portanto que devem ser divididas em pelo menos 2 ou 3 porções em um dia. Assim, um rottweiller de 40kg comerá duas porções de 800g ao dia.


Print Friendly and PDF

23 de setembro de 2016

*São Paulo cria delegacia virtual para denúncias contra maus-tratos a animais*

Resultado de imagem para gatos cachorros passaros
Setembro (2016) foi o mês de mais uma conquista para a causa animal: foi aprovada em São Paulo a Lei nº 16.303 do Estado. A nova determinação origina a criação, no portal da Delegacia Eletrônica, da Delegacia Eletrônica de Proteção Animal, a DEPA.

O projeto de lei implica em maior facilidade para os moradores do Estado denunciarem casos de maus-tratos contra animais. Todo o processo pode ser realizado diretamente pela Internet.

Antes da criação da DEPA, denunciar maus-tratos não era tão simples. A ligação para o 190 exigia descrição muito detalhada da situação, além da quase obrigatória necessidade de provas para que a polícia prosseguisse com uma investigação.

O modo de efetuar a denúncia funciona da seguinte maneira: dentro dos sites das Polícias Civil e Militar, existe um atalho que encaminha direto à DEPA.

Após o acesso, o denunciante informará seus dados pessoais (podendo deixá-los em sigilo), a data e o horário próximo do momento da ocorrência e o endereço completo e detalhado do local, - incluindo ponto de referência -, de onde a ação contra o animal acontece.

Além disso, é necessário identificar qual animal está envolvido no incidente, se é adulto ou filhote, e também há um campo para informar o nome ou o apelido de quem está praticando os maus-tratos. Feito isso, é solicitada uma breve descrição sobre o que se trata a denúncia e, também, fotos ou vídeos do ato.

A garantia dada pela lei é de que em até dez dias, a Secretaria de Segurança Pública informa o registro da ocorrência ao denunciante.

Segundo o deputado Feliciano Filho, autor do projeto, "A DEPA cumpre o papel do Estado de proteger nossa fauna e os nossos animais, que merecem respeito e um tratamento digno. Quem maltrata, fere ou mata um animal deve ser punido".

Esperamos que essa iniciativa se torne algo ainda maior em defesa dos animais. E que o respeito entre homem e bicho se perpetue cada vez mais.

Resultado de imagem para maltratar animais é crime

27 de agosto de 2016

*Saiba quais são as melhores rações para cachorros*


Nem sempre ter mais proteína significa que uma ração é melhor que a outra e o balanço ideal entre os ingredientes de uma alimento e a presença de conservantes, corantes e suplementos devem ser levados em conta na hora de escolher o melhor alimento para o seu cão. 

Escolher uma ração ideal para o seu cachorro é uma decisão quase tão pessoal quanto escolher o que você mesmo come. Cada cão tem necessidades especiais de acordo com os mais variados fatores que devem ser considerados na hora de escolher um alimento, que variam devido a idade, raça, porte, estilo de vida e também ao orçamento disponível.

Rações para cães podem ser agrupadas em três grandes grupos principais, de acordo com a qualidade dos seus insumos: standart, premium e super premium.

Independente da classificação acima (feito pelas próprias empresas), é importante saber se a ração atende à necessidade diária de nutrientes na alimentação dos animais. Esses padrões são estabelecidos usando o NC - Nutrient equirements of Dogs and Cats, parâmetro que estabelece o quanto de proteína, gorduras e vitaminas e demais nutrientes um cão deve receber diariamente para a manutenção de sua saúde.

Como descobrir se uma marca de ração para cães é boa?
Ao contrário do que muita gente pensa, não basta ter só proteína, é preciso um balanço ideal entre os ingredientes da fórmula
Um método bastante útil foi elaborado por Sarah Irick, protetora de animais e criadora de cães da raça Dogue Alemão, que desenvolveu um check-list que a auxilia a escolher a melhor ração para seus cães.

Nessa avaliação, ela levou em consideração a qualidade das proteínas, presença ou não de conservantes, corantes e suplementos essenciais para a saúde de um cão. 
Usando uma escala de pontuação, é possível comparar diferentes tipos de ração para cães levando em conta os itens a seguir listados.
Qualidade da proteína: a porcentagem de proteína das rações deve ficar em torno de 18 a 21% do alimento. No entanto, mais importante que o teor de proteína é a digestibilidade. Proteína de má qualidade não será absorvida adequadamente pelo organismo do cão. Cada ração ganha pontos extra quando são usadas carne de frango, que tem melhor digestibilidade, e perde quando na sua formulação tem subprodutos como farinha de carne e ossos de bovinos, que têm baixa digestibilidade.

Teor de gordura: tem papel importante para fornecer energia, é imprescindível para o crescimento e reprodução e precisa de estar presente na ração, mas nunca em excesso. O desejável é que se tenha o mínimo de gordura possível, considerando-se 8% como um valor aceitável para um cão adulto de porte médio e boa saúde. 
Cereais e outros aditivos: os ingredientes extra, além das proteínas, são muito importantes. Fontes de carboidratos como milho moído e soja têm pouca digestibilidade e tornam uma ração inferior. A adição de frutas, sementes de linhaça e óleo de girassol são bons ingredientes para a dieta dos cães. Neste item, são levados em conta também a presença de conservantes como o BHA e o BHT, que podem ser potencialmente tóxicos a longo prazo, além de corantes que podem ser causas de intolerância alimentar nos cães.

A tabela a seguir foi elaborada considerando as fórmulas constantes nos rótulos dos alimentos para cães, usando como parâmetros a tabela elaborada por Sarah.. Pode ser útil para o proprietário de um cão como uma ajuda na hora de escolher uma ração.

Confira algumas notas dadas a rações populares no mercado brasileiro e avalie o custo/benefício.  Assim poderá descobrir qual é a melhor opção para você, seu pet e seu bolso!


Levantamento realizado entre 5 e 10 de abril de 2014, sujeito a variações conforme o fabricante. Foram selecionadas marcas conforme sua disponibilidade e os preços são os menores encontrados nos pet shops e lojas especializadas e podem variar conforme a região do país.

Saber calcular as porções e oferecer a quantidade correta de alimento é essencial para evitar tanto a obesidade quanto a desnutrição, além de ser imprescindível para a manutenção da boa saúde, como por exemplo a cegueira causada por falta de vitamina A.


Matéria revisada por um profissional veterinário da Equipe AgendaPet.