1 de outubro de 2013

*Alzheimer em gatos*


*Síndrome de Disfunção Cognitiva  em Gatos*
Dra. Luelyn Jockymann

Essa doença é muito semelhante ao Mal de Alzheimer em seres humanos. Ela é mais conhecida em cães idosos, mas ocorre da mesma forma em gatos velhos, com algumas diferenças.
O excesso de vocalização é um dos sinais mais evidentes. O uso incorreto da caixa de areia, distúrbios do ciclo do sono, diminuição de apetite e afetividade, irritabilidade, agressão, desorientação e excesso de limpeza são outros sinais. É importante que o diagnóstico seja dado por um médico veterinário, uma vez que esses sintomas fazem parte de muitas patologias felinas.

A idade avançada e a ausência de qualquer outra doença que cause dor e desconforto ou induza a um dos problemas acima podem levar o clínico a suspeitar de Síndrome de Disfunção Cognitiva.
Na verdade seres humanos, cães, roedores e gatos sofrem desse mal. Com o passar dos anos, a capacidade cognitiva, ou seja, de aprendizado e percepção da vida cotidiana, vai diminuindo.
Isso acontece porque partes do cérebro vão sendo substituídas por placas amiloidosas. A produção de alguns neurotransmissores importantes, como a serotonina e a adrenalina, responsáveis por sensações de bem-estar e pela perfusão cerebral, também cai, fazendo com que as coisas não funcionem mais como deveriam.

Também aumenta a produção de radicais livres. Digamos que seria como uma correia de bicicleta sem lubrificação.Em outras palavras, os gatos também ficam gagás. Longe de contar a mesma história várias vezes seguidas, os gatos começam a se comportar como filhotes novamente, só que mal-educados.


Esquecem o que aprenderam e, muitas vezes, deixam de exercer o seu papel de pets, não interagindo mais com seus donos. Existe uma droga aprovada pela FDA americana para o uso em cães que tem se mostrado bastante eficiente em gatos. Trata-se do Selegeline, que basicamente diminui a produção de radicais livres, protegendo o metabolismo dos neurotransmissores.
Nicergolina é outra droga que está sendo testada em gatos com bons resultados. Algumas rações super premium têm adicionado antioxidantes que ajudam a melhorar os sinais de disfunção cognitiva.

Infelizmente essa é uma doença ainda pouco diagnosticada, porque muitos proprietários ainda não estão conscientes da importância da castração e confinamento dos felinos dentro de casa, a fim de aumentar sua expectativa de vida. Ou seja, a maioria dos gatos não chega a envelhecer; morre antes. Na rotina da clínica são ainda poucos os gatinhos anciãos atendidos. Mas isso está mudando.
Importante que, ao se pensar em Disfunção Cognitiva, já se tenha descartado qualquer outra doença possível. São necessários exames completos como sangue, bioquímica, ultra-som e ECG. Só então é possível fechar o diagnóstico.

Luelyn Jockymann, médica veterinária especialista no comportamento de cães e gatos. Animaletto Saúde e Bem-estar de Cães e Gatos

30 comentários:

  1. Nossa, jamais pensei que isto fosse possível! isto só deixa ainda mais evidente o quanto nós e os animais temos em comum, e por isso, o quanto eles merecem atenção e respeito. Adorei sua postagem - aliás, sempre gosto.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida,
    Jamais eu iria imaginar essas doenças em animais.
    É bom saber.
    Coloquei-a na minha lista de blogues amigos
    Um beijo
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Ai, Magda, querida,

    Eu já havia lido algo sobre esse tema, e entristeci muito em saber disso.

    Infelizmente nossos pets também podem adquirir essa doença, judiação!!

    Tenha uma linda semana,

    beijinhos,

    Lígia e =ˆˆ=

    ResponderExcluir
  4. Nossa que interessante, Magda
    Eu não sabia
    Obrigada por compartilhar
    Linda Semana para você, querida
    Beijinhos carinhosos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá Magda!!
    Ótimas informações, para mim, tudo o que disse é novo.
    Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  6. Como eu tenho 3 idosos em casa, tenho percebido muitas mudanças sutis no comportamento deles. Conversei com a vet na semana passada porque parece que a Luna fica meio perdida em casa e ela disse que a circulação sanguínea fica meio lenta e por isso eles ficam meio esquecidos ou com a cabeça balançando como a Luna. O Barum está com mania de lamber, ou ele se lambe ou lambe a Luna!!! E faz um barulhão com essa lambição! A Pink até que está jovem pra idade!
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
  7. Oi amiga Magda,jamais poderia imaginar
    que havia essa doença em animais.
    Que ensinamento lindo você nos mostra.

    bjs Magda
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Puxa! Nem sabia.
    Boa postagem
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  9. Que triste e interessante! Vamos castrar nossos aMIAUgos!!

    Beijos!!! ♥♥

    ResponderExcluir
  10. Magda querida, aprendo tanta coisa importante por aqui. Eu desconhecia totalmente essa doença.
    Obrigada mesmo por tanta informação.
    Bjsssssssssss amiga e uma noite bem linda p/vcs

    ResponderExcluir
  11. Olá Magda!
    Eu não conhecia essa doença nos gatos, obrigada pelas
    informações!

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. oi Magda como sempre trazendo ótimas informações bjs Rosinha

    ResponderExcluir
  13. Sempre a aprender...

    beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Magda,
    Muito bom saber dessas informações. Gostei muito de conhecer seu blog, pois também amo animais.tenho dois cachorros - um sheepdog e um yorkshire - e um gato.
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
  15. MAGDA,

    nunca tinha tido esta informação o que para mim é absolutamente,necessária, pois, tenho gatos e cachorros e a sua postagem foi meritória neste sentido.

    Vou ser muito franco e honesto aqui: Será que os veterinários estão capacitados para este diagnóstico?

    Muito importante, este artigo da médica veterinária Luelyn Jockymann e sua oportuna publicação.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  16. Quero convidar você e suas amigas para participarem de um sorteio do meu blog em parceria com o blog da Dinha.
    http://dinhapontocruz.blogspot.com.br/2013/10/sorteio-antecipado-de-natal.html

    ResponderExcluir
  17. A maioria dos velhinhos acaba apresentando algum tipo de disfunção cognitiva... Aqui no Brasil temos uma medicação específica para esse problema...o Revimax, aqui tem uma resenha num blog:http://danielamol.blogspot.com.br/2010/03/revimax-uma-otima-opcao-para-caes.html

    ResponderExcluir
  18. Obrigada pela informação, querida Cíntia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Não sabia disso... triste!
    Quanto à estatística deles morrerem cedo, isso eu sabia. A maioria dos donos de gatos acham que eles "são livres". Agora mesmo, na casa da minha mãe tinha um rondando. Eles vêm pulando de casa em casa e acabam ficando lá pelo jardim pra caçar os passarinhos. Aí ele tem que ficar pedindo pra eles sairem.
    Abração.

    ResponderExcluir
  20. Querida Magda: que saudades,amiga. Não sabia que os gatinhos podiam sofrer desta terrível doença. Comecei logo a pensar se a minha Valentina ( 15 anos muito bem vividos) evidenciaria alguns sinais. Felizmente, parece-me que não. Só sofre de artrite,coitadinha, mas o veterinário já lhe receitou um medicamento para lhe aliviar as dores.
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  21. Oi querida, passei p/deixar bjssss e desejar um FDS hiper maravilhoso p/vcs

    ResponderExcluir
  22. Oi Magda,
    Passando para lhe desejar um feliz domingo.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  23. Puxa, nunca imaginei isso.Interessante saber! beijos,chica

    ResponderExcluir
  24. Magda, ótimo post. Desconhecia a doença. Obrigada por compartilhar. Muita paz!

    ResponderExcluir
  25. Magda, adorei, que post interessante. nem posso imaginar minha caduquinha com Alzheimer, que dó ;)
    Esse gatinho de cachecol arrasou, que coisa mais adorável, provoca surtos de fofurice e ownn em quem olha, imagina em quem afaga, rsrs.
    Ando meio sumidinha, na correria, mas logo posto lá na Casinha.

    Beijocas e ótima semana pra ti também

    ResponderExcluir
  26. Oi Magda,adorei essa postagem sobre Alzheimer
    em gatinhos.Não sabia que isso acontecia entre os animais.
    Estou passando para desejar à você e sua mãe,um Feliz dia dos
    Professores.Duas lindas mestres que amo tanto.
    bjs amiga e um beijo em sua mãe.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir
  27. Obrigada querida amiga!
    Beijos meus e de mamy!

    ResponderExcluir
  28. Eles são como a gente...
    e como nos fazem bem...
    lindo seu cantinho amiga... vou seguir e te add aos favoritos do blog da Clarinha...
    Esperamos vcs lá, ok??? Lambeijokas da Clarinha.

    ResponderExcluir
  29. Zininha, amei a sua Clarinha! Um docinho, muito linda!
    Obrigada pelo carinho!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Oi Magda adorei a postagem estava pesquisando sobre esse tema sempre tive gatos a minha morreu com 21 anos devido a um cancer no nariz ja meu gato que tem 16 anos notei algumas diferenças no comportamento mia desesperado no quintal quando aparecemos ele para, tem esquecido de comer, a caixa de areia nem sempre ele encontra agora sabendo dessas informações vou retornar na veterinaria para ver quais exames fazer.

    Abraços

    ResponderExcluir