Ativistas resgatam cães de laboratório de testes em São Roque (SP) 18/10/2013

Folha de S. Paulo

Um grupo de ao menos cem ativistas invadiu e resgatou cães da raça beagle do Instituto Royal, no Jardim Cardoso, em São Roque (59 km de São Paulo), por volta das 2h desta sexta-feira. Os ativistas protestam contra o uso de cães da raça em testes feitos pelo instituto que trabalha para farmacêuticas.
Os ativistas arrombaram gaiolas e resgataram cerca de 200 cachorros da raça beagle, que foram levados em carros a clínicas veterinárias particulares da região. Segundo a ativista Giuliana Stefanini, seis destes cachorros tinham tumores e estavam mutilados. " O que mais chocou o grupo foi um beagle sem os olhos", disse Giuliana.
No laboratório, os manifestantes também encontraram vários fetos de ratos e um cachorro congelado em nitrogênio líquido.

O protesto começou por volta das 16h de ontem (17) com cerca de 35 pessoas. Segundo a Guarda Civil Municipal, no período da noite o número de manifestantes começou a aumentar. Por volta das 2h, a GCM contabilizava ao menos 150 pessoas no local, divididas em grupos em frente as duas entradas da clínica.
Os manifestantes alegam que tentaram na tarde de ontem uma reunião com o instituto, que desmarcou em cima da hora. O grupo foi para a frente do laboratório protestar e disse ter ouvido gemidos de animais.

Editoria de arte/Folhapress
Antes da invasão do instituto, alguns ativistas foram à delegacia de São Roque para tentar registrar um boletim de ocorrência de maus tratos contra os animais, mas o delegado não estava no local. Segundo Giuliana, outro grupo foi à casa do juiz de São Roque, que atendeu aos ativistas e chamou a polícia.
Os manifestantes reclamaram que também pediram ajuda a Guardas Municipais e policiais militares, que estavam em frente ao instituto, mas eles não fizeram nada.
Segundo a Guarda Civil Municipal de São Roque, nenhum ativista foi preso. A Polícia Civil de Sorocaba deve fazer a perícia no prédio do instituto nesta sexta-feira.

PROTESTOS

Em agosto, manifestantes de diversas ONGs de proteção aos animais foram a São Roque (SP) protestar contra o instituto.
O "comboio" saiu da avenida Paulista, no centro da capital, para percorrer 70 km até São Roque, onde se encontraram com ativistas locais.
Percorreram o centro da cidade com carro de som, empunhando cartazes e bandeiras com críticas ao instituto e aos testes em animais (vivissecções).
Após a passeata, o grupo, de cerca de 200 pessoas, foi até o portão da empresa, onde quatro seguranças estacionaram o carro em frente ao portão de entrada para evitar arrombamentos.

PESQUISAS

Os cães são usados em pesquisas de medicamentos que serão lançados. O objetivo é verificar a existência de possíveis reações adversas, como vômito, diarreia, perda de coordenação e até convulsões.
Em muitas das pesquisas, os cães acabam sacrificados antes mesmo de completarem um ano, para que se possa avaliar os efeitos dos remédios nos órgãos dos bichos.
Quando isso não é necessário, os cães são colocados para adoção, diz a empresa.
O Instituto Royal, alvo da manifestação, passou a ser investigado pelo Ministério Público de São Paulo, que recebeu denúncias de maus-tratos aos animais.
Ao menos 66 beagles são mantidos em canis. A maior parte deles é reprodutora dos filhotes que serão testados.
O Royal diz que, em breve, fornecerá animais para testes em outros institutos.
"Recebemos a denúncia de que esses animais são acondicionados em condições irregulares", afirma Wilson Velasco Jr., promotor do Meio Ambiente em São Roque.

QUESTÃO POLÊMICA

O uso de cães em pesquisas é permitido e regulado por normas internacionais.
Protetores de animais, no entanto, questionam as normas. "As indústrias sequestram a vida dos animais, que nunca mais terão um comportamento normal", diz Vanice Teixeira Orlandi, presidente da União Internacional Protetora dos Animais.
Segundo o vice-diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP, Francisco Javier Hernandez Blazquez, os cães da raça beagle são os mais utilizados para experimentos no exterior, pois são animais de médio porte e já criados para a pesquisa.
No Brasil, ratos e camundongos são os bichos mais usados em pesquisas feitas em laboratórios.
"Todo e qualquer experimento realizado por docentes e pesquisadores em animais deve passar por uma comissão de ética para analisar se o animal sofrerá e qual a finalidade do projeto", diz.
O protesto, organizado pelo Facebook, já tem cerca de 300 pessoas confirmadas. Um comboio sairá de São Paulo às 9h, do Masp, na avenida Paulista, região central.

Grupo de ao menos cem ativistas invadiu e resgatou cães da raça beagle do Instituto Royal, no Jardim Cardoso, em São Roque (SP) *Imagem: Folha de S. Paulo*

Fonte: Retirado na íntegra da Folha de S. Paulo

    *******************************************************************

Segundo a ativista Giuliana Stefanini, seis destes cachorros tinham tumores e estavam mutilados. " O que mais chocou o grupo foi um beagle sem os olhos"

    **********************************************************************





20 comentários:

  1. Oi minha querida.
    Não tem como ler isso e não chorar. Estou digitando e secando as lágrimas. Graças que esses foram resgatados. Eu não serviria para um tipo de trabalho desses, sou contra. Acho que com tanto avanço tecnológico, deve haver inúmeras maneiras de se testar algo. E as clonagens? Pq não clonam órgãos e testam neles? Além do mais, já li muitos artigos que explicam que não é pq deu certo com animais que dará certo com humanos, pois é totalmente diferente.
    Fiquei feliz com esse resgate e sinceramente, não sei como quem trabalha lá aguenta isso.
    Ultimamente, tenho verificado o que compro pra ver se não está sendo testado em animais. Já mudei marca de sabão, de cosméticos etc..
    Espero que esses animaizinhos encontrem um lar digno, que os ame para que tenham um resto de vida digna!

    Abração esmagador e ótimo final de semana.
    Labeijos nos peludo.

    ResponderExcluir
  2. Não tenho face, mas compartilhei sua postagem no face do marido.
    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amada Bruxinha!
      Precisamos compartilhar mesmo!
      As pessoas precisam se conscientizar e não comprar produtos que são testados em animais. É só verificar a embalagem, porém nem todas têm essa informação, infelizmente...
      Estamos fazendo a nossa parte, não é?
      Beijos!

      Excluir
  3. Que notícia triste e ao mesmo tempo confortante por saber que os cães estão salvos.
    Tem que haver outras formas de fazer testes, sem usar animais como cobaias...É muito triste.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Acompanhei todo trabalho dos ativistas pela internet. São verdadeiros anjos!
    Eu também não compro produtos que são testados em animais, jamais!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Quanta maldade com seres tão amáveis e inocentes... é bom saber que existe pessoas que ainda protegem os animais, pelo menos essa história teve um final feliz.
    Tenha um ótimo final de semana, beijinhos!

    ResponderExcluir
  6. Oi querida,
    Me deu até ânsia. Por que eles não fazem os testes de outras formas?
    Meu filho faz parte da Ong aqui da minha cidade.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  7. Hey Magda!
    Estou aqui novamente.
    Eu fiz os testes necessários e os resultados confirmaram a previsão de que mais ou menos sabia.
    Eu tenho alguns meses difíceis para combater esta doença, mas a coisa boa é que é localizada e não generalizada.
    A vida continua e você tem que fazê-lo ir, por isso vou começar esta semana e vai publicar poesiayvivencias desde que me permita minha nova vida, para ver o seu lindo blog e comentar sobre seus grandes pensamentos.
    Obrigado por sempre estar lá! Eu senti suas orações, sua energia, suas expectativas ... Seu amor.
    Você é uma mulher maravilhosa, cheia de ternura e cumplicidade.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  8. Querido Pedro!
    Estou aqui orando e torcendo muito pela sua recuperação.
    Tenha fé que tudo dará certo!
    Fique com Deus, meu amigo.
    Um grande abraço, repleto de carinho e admiração!

    ResponderExcluir
  9. Eu estava acompanhando os acontecimentos desde ontem e quando acordei hoje e li que os animais haviam sido resgatados daquele lugar horrível fiquei tão feliz e aliviada que passei o dia conferindo tudo pelo facebook! Não dá pra acreditar que atualmente ainda façam testes em animais, já está na hora de respeitarmos e amarmos estes nossos irmãos de pelos!
    Ótimo fim de semana pra você!
    Beijos
    Laís e Pink

    ResponderExcluir
  10. NOSSA, COLEGA MAGDA!
    ESSA BARBARIDADE OCORREU NA CIDADE VIZINHA A MINHA, SABIA? SÃO ROQUE É COLADA A MAIRINQUE, 15 MINUTOS DE ÔNIBUS...
    É UMA VERGONHA, TUDO ISSO! REALMENTE LASTIMÁVEL. NÃO RESPEITAM A VIDA EM NENHUM SENTIDO E AINDA DIZEM SER EM PROL DO BEM-ESTAR HUMANO, COM O TESTE DE CERTOS COMPONENTE FATAIS AO ANIMAIS. QUE FEIURA, CREDO! :(
    AINDA BEM QUE ALGO FOI FEITO EM PROL DESTES PEQUENINOS, NÉ?
    AGORA, O ALVO SÃO OS RATINHOS QUE, COM CERTEZA, DEVEM TER TANTOS QUANTO OS BEAGLES... :(
    DESEJAMOS UM LINDO FINAL DE SEMANA.
    UM ABRAÇO BEM BONITO, DA DONA GAM, DA MAUAU, DO GATO-TÔ E DO GATITO! :)

    ResponderExcluir
  11. Só DEUS mesmo pra proteger nossos queridos que vivem à merce destes sem alma...
    TADINHOS, TODOS COM CARINHA DE ASSUSTADOS...
    BOM DIA... QUE SEJAM FELIZES EM ALGUM LAR ONDE OS AMEM COMO ELES NOS AMAM... OU PELO A METADE DO QUE NOS AMAM, JÁ SERÁ BASTANTE...

    ResponderExcluir
  12. Que triste, o ser-humano é muito cruel! Mas, que bom que os Beagles foram resgatados, espero que encontrem um lar em que possam ser cuidados!

    Beijos!!!! Ótimo fds!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Que dó! O ser humano é terrível, mesmo. Tem que haver outra formas de testar medicamentos, os animais não merecem sofrer por isso.
    Bjss

    ResponderExcluir
  14. Querida Magda: que notícia tão triste,por um lado ( o uso indevido de animais ,que são torturados pelas farmacêuticas) e alegre,por outro, pois os ativistas conseguiram salvá-los. Esses pobres cãezinhos mereciam acabar os seus dias num lar carinhoso, que os amasse e protegesse como eles merecem.
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  15. Magda, querida,

    Fiquei muito feliz com a divulgação pela mídia do que acontece aos animais.

    É um grito silêncioso e heróico, as atitudes dos ativistas, que lutam, que agem pelos nossos animaizinhos.( ratos, gatos, macacos, cães, galinhas, etc)

    Oxalá chegue o dia em que a televisão mostre o que acontece também nas granjas e nos matadouros.

    Há anos que venho mudando meus hábitos alimentares e de consumo. Produtos de limpeza, de higiêne, alimentos, e até ração para os meus amores...sempre, na medida do possível, substituo.

    É preciso evoluir!!É preciso respeitar o diferente.

    Querida, tenha um finzinho de domingo lindo e feliz!!

    beijinhos,

    Lígia e =ˆˆ=

    ResponderExcluir
  16. Querida Magda,
    Parabéns por tão importante postagem
    Fiquei revoltada quando lí a respeito
    Sem comentários, viu?
    Te desejo uma linda semana
    Beijinhos afetuosos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  17. Quem ama de verdade os animais entende a atitude dos ativistas. E não tem como não se emocionar : (

    Beijos...

    Selma.

    ResponderExcluir
  18. O respeito é perante todos os seres....
    Beijo lisette

    ResponderExcluir
  19. Que tristeza!! Espero que esses testes seja proibidos no Brasil logo logo! E que seja obrigatório as empresas informarem nos rótulos se fazem ou não testes em animais, pra gente poder boicotar as que fazem!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir