21/09/2012

O banho dos peludos. Atenção para o petshop.


Diante de tantos relatos de incidentes e até mesmo morte durante a estadia do animal no Pet shop, é difícil não sentir um aperto no coração quando entregamos nosso Peludo para banho nesses lugares. 



São casos de animais que se queimaram esquecidos nas secadoras, sofreram cortes durante a tosa, se enforcaram com a coleira na mesa de tosa, outros que deixaram cair da mesa ou até mesmo foram espancados, fora os que deixaram fugir...

Como o ambiente pode ser estressante para alguns animais, outros casos relatados são de peludos que sofrem convulsão ou problemas cardíacos. Nessas horas a presença de um veterinário pode fazer toda a diferença entre a vida e a morte (Na verdade é obrigatório toda Pet ter um profissional, mas nem todas cumprem)

Proprietário de cães e gatos braquicéfalos (focinhos curtos) deve ter cuidados redobrados, pois estes animais podem facilmente sofrer hipertermia (e até mesmo morrer por consequência )em lugares muito quentes e abafados, como ocorre nas salas de banho e tosa devido aos secadores se não tiverem uma boa ventilação .


Como escolher um bom lugar para seu Pet. 

1- Se informe, dê preferência a lugares indicados por quem já é cliente 

2- Vá pessoalmente verificar o local 

3- Converse com o profissional, veja se tem curso é habilitado, observe como carrega o animal

4- Observe a higiene do local 

5- Fique atenta a forma como os animais são recebidos, se com carinho e atenção... 

6- Conheça os produtos usados para o banho do animal (evite perfumes fortes pois, causam desconforto no animal) 

7- Se a sala de banho tiver uma parede de vidro espelhado, ou janelinha para que você possa ver seu animal, melhor. Alguns Pets colocam câmera na sala de banho e você pode acompanhar na TV na sala de espera. 

8- Se fizer uso do serviço de entrega, veja se o carro tem ar condicionado, e o tempo que seu animal levará no transporte. Animais já foram vítimas fatais por ficarem muito tempo exposto ao calor nesses carros. 

9- Observe o comportamento do seu cão tanto ao chegar como ao sair do Pet shop, veja se demonstra medo ou apreensão (alguns não gostam mesmo do banho ou de ficar longe de casa, mas não pode ser nada exagerado) 

10- Verifique se seu animal tem algum corte hematoma ou reação de dor ao retornar. E não se esqueça de ver se o pelo está bem sequinho e desembaraçado e as orelhas limpas. Nas patas é sempre bom verificar se as unhas não estão sendo cortadas curtas demais ,o que pode causar sofrimento. Gatos não devem NUNCA ter os bigodes aparados e cães de preferência também não. Esses pelos são importante na orientação espacial do animal (principalmente se este tiver problemas de visão

ATENÇÃO: Caso ocorra qualquer incidente no petshop, mesmo que seja um pequeno corte durante a tosa, o dono do animal deve ser avisado imediatamente. Essa é a regra, segundo a assessora técnica do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná (CRMV-PR) Louise Tezza. A aplicação de qualquer medicamento, ainda, deve ser orientada por um médico veterinário e o dono precisa autorizar o procedimento. Se os donos perceberem alguma irregularidade na loja, podem denunciá-la ao CRMV-PR. Em caso de maus-tratos, deve-se procurar a Delegacia do Meio Ambiente. Se a tosa não ficou como o combinado, pode-se tentar uma solução amigável com os responsáveis pelo estabelecimento. Caso não haja acordo, o Procon pode ser acionado. 

Ao perceber que algum animal tenha sofrido maus-tratos, denuncie o local à policia. E não deixe de conferir se o estabelecimento cumpre com as normas de higiene. 


Fonte: http://dicaspeludas.blogspot.com.br/