5 de setembro de 2012

Bebês que convivem com cães e gatos têm menos problemas respiratórios

http://www.melhoramiga.com.br/wp-content/uploads/2012/07/bebe-cao.jpg

Um estudo realizado com crianças nascidas entre 2002 e 2005 pelo Hospital Universitário de Kuopio, na Finlândia, e publicada na revista científica Pediatrics, mostrou que bebês que conviveram com cães e gatos no primeiro ano de vida tiveram menos infecções e problemas respiratórios. Elas também apresentaram menos otite e usaram menos antibiótico em relação às demais.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores acompanharam o primeiro ano de vida de 397 recém-nascidos. Segundo os médicos responsáveis pelo estudo, os resultados sugerem que o contato com esses animais pode ter um efeito de proteção contra infecções no sistema respiratório dos bebês.

De acordo com o pediatra e imunologista Victor Nudelman, do Hospital Albert Einstein (SP), essa conclusão é mais uma evidência de que as crianças não precisam necessariamente ter mais infecções para ter menos alergia.

“A pesquisa nos leva a pensar que os animais transmitem algumas bactérias que podem proteger a criança contra alergias. Provavelmente, elas estimulam o sistema imunológico, deixando a criança mais protegida contra infecções”. Mas ainda são necessários outros estudos, segundo o especialista.

Animal não é brinquedo!

Apesar de evidência de mais um benefício, é preciso cautela antes de atender aos pedidos insistentes do seu filho por um bichinho de estimação. Cuidar de um animal é uma decisão que envolve muita responsabilidade.  

Veja se é o momento certo para sua família acolher um novo integrante, porque, apesar de o pedido vir da criança, serão os pais os responsáveis pelo bem estar do pet até o fim da vida. E isso não é pouco tempo: os cães vivem, em média, 12 anos, e os gatos, 18. A infância vai passar e o interesse pelo pet pode diminuir. 

Se você já tem certeza e quer trazer mais um integrante para a família, vale lembrar que não adianta escolher o bicho menos peludo para evitar alergias em casa. “Todo mundo pensa que o problema é o pêlo, mas na verdade é uma substância produzida nas glândulas, que pode ser eliminada pela saliva e pela urina do animal”, explica o pediatra.

Fonte: globo.com

16 comentários:

  1. oi Magda boa noite,também penso desse jeito que criança deve conviver com um animalzinho,mas os pais que devem ser os responsáveis,pois e um cuidado por alguns anos,nem o cachorrinho ou gatinho não são produto descartável bjs Rosinha

    ResponderExcluir
  2. É preciso cuidados, sim muita higiene e alimentação adequada, mas é tão gostoso ver o filho feliz com seu bichinho, eu adoro.
    Sempre tive cães em casa e nenhum problema; traz felicidade, sem contar que eles se tornam nossos amigos.
    O ruim é vê-los envelhecer* e, então vêm os problemas até ... (???
    E assim é a vida, não é? Bons e maus momentos fazem parte.
    Bjinho

    ResponderExcluir
  3. olá Magda!! Aqui quem posta é a mamis da Laikinha, sabe eu fico super feliz com esses novos estudos, é bom saber que tudo vem mudando, pois sofri muito de asma cronica dos 4 anos até os 13, e nesse tempo eu nao pude criar nenhum animal dentro de casa tipo cachorro, gato, vim ter meu primeiro animal de estimaçao peludinho dentro de casa com 15 anos que foi um porquinho-da-india, e logo depois 3 hamsters chineses, logo depois eles passaram dessa p/melhor e hoje tenho a Laika com 2 aninhos, os cachorros que eu criava ficavam no canil e nem podia ficar tão perto deles, me presenteavam com periquitos,tartaruguinha também mas eu queria muito um cachorrinho ou gatinho, hoje não tenho as crises, sumiram 'Graças a Deus" . E sou totalmente contra presentar os filhos com animais, criança não tem cuidado nenhum e muito menos responsabilidade, é adquirida aos poucos e com o tempo, nada de fazer os bichinhos sofrerem. Beijos! E lambeijos da Laika =D

    ResponderExcluir
  4. É para provar cada vez mais que os animais só nos fazem bem. Sempre tive gatos desde muito criança, tive bronquite e fui curada no meio dos vários gatos que sempre tive.

    Bjs, Néia

    ResponderExcluir
  5. Olá Magda!!Eu ja havia lido sobre essa pesquisa, existem várias nesse sentido...por isso acho super saudável essa convivência... além do ganho para o desenvolvimento emocional da criança...

    ResponderExcluir
  6. Eu já li muito sobre isso, nada de viver privando as crianças de tudo, as pessoas tem que ter essa consciência. Para ter nosso Doki conosco, tive que fazer um teste alérgico no meu filho antes, por exigência do marido, pois a família do meu marido não gostam de animais e ficavam colocando coisas na cabeça dele, abusei tanto para ter um, pois meu filho gosta muito de animais, e mesmo novinho já me pedia, pois quando íamos passear, encontrávamos várias pessoas passeando com seus bichinhos, e ele ficava louco. E como é filho único, achei que seria um boa companhia para ele, fiz o teste e estamos com o Doki, mas vez por outra vem um comentário preconceituoso do meu marido e da família dele, nem ligo!

    ResponderExcluir
  7. Sempre tive cachorros e gatos e
    Meus três filhos cresceram fortes e saudáveis.
    Tinhamos um boxer, chamado Bruno, que cuidava deles direitinho
    Uma babá mais que perfeita...rsrs
    Desejamos um ótimo feriado para você,Magda
    Beijinhos para tí e afagos para a Vicky
    Com Carinho de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  8. Ótima postagem para aqueles desinformados que dizem que animal trazem só doença! Animais mal cuidados, sem vacina, largados, poderá sim transmitir doenças... mas se você cuidar bem da higiêne e saúde do animal, ele não oferecerá perigo algum!
    Sempre tive cachorros aqui em casa e nunca aconteceu nada, nem comigo nem com minha irmã!

    Um super beijo pra você e um xerinho na Vicky!!!
    Ótimo feriadão pra vocês!!!

    ResponderExcluir
  9. ADOREI A POSTAGEM COLEGA MAGDA!
    TER UM ANIMALZINHO É SEMPRE ALGO QUE TRAZ BENEFÍCIOS MÚTUOS, COM CERTEZA!!
    EU E MEUS GATOS E DEMAIS PETS, TE DESEJAMOS UM LINDO FERIADÃO! :)
    TUDO DE BOM!

    ResponderExcluir
  10. olá amiguinhas passei aqui pra conhecer seu cantinho....mt lindo, me legal..obrigada pela visita !!volte quando quiser ao meu cantinho !!bom feriado e bom final de semana!! ja estou seguindo vc !bjs mari

    ResponderExcluir
  11. Eu Acredito!
    Meu filho tinha Sinuzite, e com a Chegada da Ellen
    a sinuzite foi embora.

    Beijos no Coração e uma Lindo Final de semana
    Andrea

    ResponderExcluir
  12. aah os cães são sempre uma excelente companhia!
    Obg pela visita !

    ResponderExcluir
  13. Querida Magda: nunca é de mais repetir que os animais não são brinquedos e que existe toda uma responsabilidade quando se adota um. A minhas gatinhas estão desparazitadas interna e externamente e assim fico descansada e elas podem andar sempre à nossa volta sem problema nenhum.
    Bj e bom fim de semana
    Márcia

    ResponderExcluir
  14. Olá minhas queridas!

    Pois é, se eu tivesse tido contato com cães e gatos quando criança, não teria tantas crises de alergia como tenho hoje!

    Ainda bem que a minha cachorrinha é da raça maltês e dizem que os cães dessa raça, não causam alergia. É bom e traquilizante saber, que as minhas rinites não são causadas pelo pêlo da Vicky...rs

    Obrigada pelos comentários! Gostei de saber sobre as experiências de vocês com relação aos benefícios que os animais trazem para nossa vida, tanto para o físico como para o fator emocional de toda família!

    Bjs e um excelente domingo!!

    ResponderExcluir
  15. Com certeza você disse tudo quando afirma que animal não é brinquedo!! É preciso muita responsabilidade para poder criar um animal e saber se é realmente isso que a pessoa ou a família deseja!! Bjs. Sandra

    ResponderExcluir
  16. Eu também cresci com animais em casa, e nunca tive nenhum processo alérgico por causa deles. A única coisa que ataque minha rinite é poeira e mofo, pois os meus gatinhos só me trazem felicidade.
    Adorei a materia.
    beijos

    ResponderExcluir